Usina Nardini

Rotinas Trabalhistas e T.I iniciam projeto FACETEC

Rotinas Trabalhistas e T.I iniciam projeto FACETEC
Rotinas Trabalhistas e T.I iniciam projeto FACETEC
Rotinas Trabalhistas e T.I iniciam projeto FACETEC
Rotinas Trabalhistas e T.I iniciam projeto FACETEC
Rotinas Trabalhistas e T.I iniciam projeto FACETEC
Rotinas Trabalhistas e T.I iniciam projeto FACETEC
Rotinas Trabalhistas e T.I iniciam projeto FACETEC

Rotinas Trabalhistas e T.I iniciam projeto FACETEC

Nesta semana, a Nardini tornou-se a primeira empresa do setor sucroenergético a implantar oficialmente o sistema Dimastec de registro de ponto por reconhecimento facial. Para oficializar esta conquista, a área de Rotinas Trabalhistas e a área de Tecnologia da Informação realizaram um Kick off, ou seja, deram um ponta pé inicial neste, que promete ser um projeto que irá muito além da folha de ponto. A ideia de implantar esta melhoria surgiu das reuniões do comitê do GENIO 4.0.
Estavam presentes no evento os gestores de todas as áreas da empresa, o Diretor Agroindustrial Eliandro Romani, que inclusive testou o sistema em tempo real, e o Assessor da presidência Antonio Destri. Para explicar o funcionamento do Facetec e todas as oportunidades de melhoria que a empresa irá conseguir, foi convidado a realizar a demonstração e sanar dúvidas, o criador do Sistema, Dimas Fausto e seu colaborador Vanderlei Lopes. "Com o software de reconhecimento facial é possível identificar o local aonde o colaborador estava no exato momento em que bateu o ponto. Não será preciso ter internet e a empresa irá economizar, principalmente com custos em manutenção de maquinário. O sistema é inteligente e pode ser aprimorado de acordo com as necessidades da Nardini", afirmou Dimas.
Pensando no que a empresa precisa, o Encarregado de Rotinas Trabalhistas, Rafael Mendes afirmou que o diálogo entre as áreas ajudou na construção do projeto. "Conversamos principalmente com a área Agrícola para saber quais modelos de tablets eram utilizados no campo e se precisaríamos comprar novos. Por fim, vimos que comprar um pequeno ring light já ajudaria a iluminar o rosto dos colaboradores, no caso do período noturno para o reconhecimento facial, ou seja, nosso investimento, será pequeno, comparado ao que gastamos hoje", frisou.
Para acompanhar o projeto, foi criado um comitê. "Teremos um comitê composto por pessoas das áreas de T.I, Gente&Gestão e da Dimastec para que todo o processo de implantação aconteça sem maiores problemas e utilizaremos ferramentas de comunicação, como o Trello para gerenciar o projeto", explicou o Gerente de T.I Elvis Evangelista.
O Diretor Eliandro, ao final do evento pôde opinar sobre esta evolução. "Temos que utilizar a tecnologia ao nosso favor. É evidente que a Nardini, sempre em busca da excelência, vai avançar cada vez mais em seus processos", disse.
O Gerente de Gente&Gestão, Carlos Benicio agradeceu à Diretoria pelo apoio ao projeto. "Desde que viemos com este projeto, a Diretoria nos deu muito apoio para implantá-lo na empresa. Viram todos os ganhos e as oportunidades que teríamos. Este é o futuro. Diversas empresas estão estudando a possibilidade de implantar e nós conseguimos ser a primeira efetivamente. É uma satisfação trabalhar em uma empresa que investe em tecnologia e excelência mesmo em um tempo em que a economia não está favorável. Isso mostra nossa força no segmento" afirmou.

Sobre o momento atual

COVID-19