Usina Nardini

Diretor comenta sobre o mercado e impactos do COVID-19 no setor

Diretor comenta sobre o mercado e impactos do COVID-19 no setor

Diretor comenta sobre o mercado e impactos do COVID-19 no setor

O coronavírus trouxe impactos grandes nas bolsas de valores mundiais, que sofreram perdas e quedas seguidas principalmente no último mês. Em relação a outras moedas, o real teve grande desvalorização e o mercado de combustíveis foi um dos prejudicados.
O setor sucroenergético não passa inume desses efeitos, e o Diretor da empresa, Vanderlei Adauto Caetano comentou a respeito. "É muito difícil falar de projeção agora, o mercado do Etanol desabou, caiu mais de 30% dos preços projetados para esta safra. Demanda fraca, com queda de 60% e acredito que deva demorar uns meses para voltar à normalidade. Também houve uma bruta queda da cotação do petróleo", disse.
Outro produto comercializado pela usina, o Açúcar, também teve queda, mas com menor intensidade. "No mercado de Açúcar também houve uma queda mais branda, pois, o dólar teve uma alta expressiva, o que amenizou a queda dos preços do Açúcar. Energia Elétrica também teve uma retração nos preços, devido à baixa demanda, pois várias empresas estão fechadas", explicou.
Vanderlei comentou sobre os desafios que o setor deverá enfrentar nesta safra. "Acredito que esta turbulência deva durar alguns meses, mudamos o nosso mix de produção para 65% de Açúcar, que dará um melhor retorno e o Etanol vamos armazenar grande parte da produção. Estamos tomando medidas internas de cuidados para proteger os nossos colaboradores e seguiremos nossa produção com excelência para enfrentar essa pandemia da melhor maneira possível, abastecendo a sociedade", finalizou.

Sobre o momento atual

COVID-19